"Não estou feliz, e não sei como dizer isso pra ele. Parece uma mancha enorme de infelicidade no meio de um rio de amor. Não tomou tudo, ainda. Tem partes de mim que vibram toda vez que escuto aquela voz ou sinto aquele toque quente na minha cintura. Mas tem me domado aos poucos, tem freado a minha vontade dele. Já não quero mais vê-lo, pois tenho medo das minhas reações. As coisas que ele me diz parecem todas forçadas e eu já não consigo ser romântica com ele. Tenho medo de ir pra cama com ele novamente e não sentir que fizemos amor. Temo um dia chegar a pensar “esse sexo todo só satisfaz meu corpo” e me sentir vazia depois de transar. Sinto tanta falta dele comigo que estou começando a deixar de sentir. Eu me sinto mal todo dia e ele não percebe. Eu também não falo. Nunca gostei de ser a reclamona. E também, eu vou falar o que? Nunca fui boa em entender o que me incomoda. Isso tudo acontece muito, muito rápido, da mesma forma que começou. Não sei como dizer pra ele que tem um clima ruim entre nós dois. Fico com raiva, uma raiva calada. Há uma linha tênue entre o ódio que sinto por amá-lo e o amor que sinto por não conseguir, de maneira alguma, odiá-lo por mais que cinco minutos. Ele parece que não sabe de nada. Não sei como dizer pra ele que nossa relação está por um fio, que só meu coração segura, fraco, esse óleo negro que tenta manchar nosso rio. Não quero olhá-lo nos olhos, não quero dizer que ele me perdeu. Não quero dizer que acabou, mas aos poucos, sinto que já deu. E a pior parte de todas, que mais me dói e me afoga é que já não sei… Não sei mais dizer eu te amo, apesar de sentir meu coração pulsando amor.
Não sei o que fazer."
KerolynRamos
"Minha saga de um ano até chegar a ele tem sido uma mistura tão intensa de coisas que nem sei se está sendo bom ou ruim. Eu choro, às vezes. Sinto saudade e acho que estou fazendo tudo errado. Conheço pessoas novas, me encanto e desencanto por elas. Sorrio também, às vezes. Tudo muito rápido. Tenho feito as muitas coisas que prometi fazer até ser dele, vivendo as experiências que sempre almejei ter e nunca tive coragem de cometer. Espero não afastá-lo nesse processo. Além de provavelmente ser o cara da minha vida, ele também é, provavelmente, o meu melhor amigo."
KerolynRamos
"Há uma linha tênue entre o ódio que sinto por amá-lo e o amor que sinto por não conseguir, de maneira alguma, odiá-lo por mais que cinco minutos."
KerolynRamos
"Para uma garota, eu acho ela muito fechada. Pô, passei décadas tentando compreender uma mulher, saindo com elas, para quando eu morasse com uma, eu soubesse o que fazer. E agora isso, parece que estou namorando o Kimi Raikkonen. Ela é estranha, nunca demonstra nenhuma insatisfação, nunca faz uma cena de ciúme, não chora em filmes. Nunca sei como agir, é como se meu time jogasse sem centroavante, sabe? Fico sem referência."
Gabito Nunes. (via opostos)

(Source: classificar, via opostos)

hplyrikz:

I can relate to this

hplyrikz:

I can relate to this

(via younglover)

"Sei lá porque que dói. Durou tão pouco que não devia nem ter machucado. Mas machucou. E tá doendo pra caramba."
KerolynRamos
"- Quantas vezes você se perguntou por que estava com ele?
- Acho que vezes demais."
KerolynRamos
"Eu me sentia mal todo dia e você não percebia. Eu também não falava. Nunca gostei de ser a reclamona. E também, eu ia falar o que? Nunca fui boa em entender o que me incomoda."
KerolynRamos
"Vou te ligar. Fico matutando apegado ao assunto o dia todo, como aquele último chiclete de esperança, que já está gasto e sem gosto, mas você continua insistindo em mascar, muito porque não sabe mais o que fazer com a própria língua e dentes. Você pode estar doente. Pode estar carente, com saudade, precisando me dizer uma coisa que nunca teve coragem de dizer. Pego o telefone e uma maçã. Talvez morder alguma fruta no meio do diálogo dê a impressão de que te ligar é um acontecimento casual, que estou nem aí na verdade, só estou fazendo hora porque a água do meu banho ainda não esquentou, e eu estava sem nada pra fazer de toda forma. “E aí, como vão as coisas?”, ensaio. Abocanho a maçã, mas não digito seus números. Quando crio coragem, o buraco na fruta exibe a carne ressecando e escurecendo de oxidação. Ligo, chama-chama e não atende. Me sinto enjoado. A secretária eletrônica me encaminha até a caixa postal. Deixo recado: – Juro, dessa vez estive muito perto de te esquecer."
Gabito Nunes.   (via opostos)

(via opostos)

"E até o tempo passa arrastado, só pra eu ficar do teu lado. Você chora dores de outro amor, se abre e acaba comigo, e nessa novela eu não quero ser teu amigo."
Cazuza. (via opostos)

(via opostos)

"Reencontrei com ele por acaso, um amigo de infância. Conversamos por horas a fio, até ele me perguntar se eu estava comprometida. Quase respondi que sim, mas percebi que não. Meu coração se sentia comprometido, mas a realidade era que só eu estava presa nessa ilusão. Você nem se dava ao trabalho de nomear nossa relação, assim era mais fácil me ter na mão.
Respondi que não estava em um relacionamento com compromisso. Meu coração apertou, mas era melhor assim. Mentir pra si mesmo é sempre a pior mentira."
KerolynRamos
"Aí cara, to passando por todo aquele processo de ir desapaixonando aos poucos. Sem saber o porquê e sem o outro perceber. Você não devia deixar isso acontecer, mas você me deixa livre demais. Não me ajuda a não te perder. Parece até que quer me perder também."
KerolynRamos
"Como cortar pela raiz se já deu flor, como inventar um Adeus se já é amor."
Sandy   (via velhice)

(Source: realizador-a, via myllenamickaelly)

"I always thought about happy endings. With you I realized I don’t want an end. I want a forever."
KerolynRamos
"Quando dei por mim, todo aquele ‘fazer amor’ tinha virado sexo. Um sexo muito bom, sim. Mas ainda assim, só sexo. Queria que o coração ardesse mais que a minha vagina, mas eu sou tão idiota que não consigo dizer não."
KerolynRamos